Home - Manuela Berbert
15339
home,page-template,page-template-blog-large-image-whole-post,page-template-blog-large-image-whole-post-php,page,page-id-15339,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-2.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive


08 ago Deus te guarde, Tia Socorro

Desde sábado ensaio escrever sobre o programa de Luciano Huck e o caso de Tia Socorro, a senhora que passou a sua vida abrigando pessoas (e isso incluiu pessoas com necessidades especiais), e que faleceu antes do programa ir ao ar, mas não antes de conhecer o Papa. Chorei tanto que tive dor de cabeça. Saí à noite, não fiquei muito legal e voltei pra casa. Uma das frases de Luciano, ainda beeeem no comecinho do programa, mexeu comigo: “a gente se sente pequeno no mundo quando conhece gente como a senhora”. Eu não sei vocês, mas me senti.

Daí, quando vi que ela tinha uma biblioteca, pensei em procurar o endereço para enviar alguns livros, tanto exemplares do meu, quanto livros de diversos autores que tenho aqui. Se tem uma coisa que a gente tem na vida, de verdade, é o nosso conhecimento, as lições, os aprendizados e o amor. Livro é tudo isso junto! Porque não compartilhar?! Aí o programa seguiu, e quando dei por mim estava na tela a notícia do seu falecimento, aos 52 anos. Fiquei tão atordoada que nem observei a causa. Fiquei só pensando na missão daquela mulher neste mundo. A gente anda tão carente de gente do bem, de ações do bem (sem mídia e segundas intenções), que num rompante de egoísmo se pergunta “mas meu Deus, porquê?”. Mas Ele sabe de todas as coisas! A gente só ACHA que sabe!

Sou católica e acredito em tudo o que leio e me dizem. Da força da Fé, a anjo da guarda. Aquela senhora não foi uma pessoa comum neste mundo. E na sua trajetória de vida, a sua visita ao Papa também não foi por acaso. Mais do que destino, acredito em missões, e acho que ela tinha uma muito maior do que imaginava, e só estava aguardando uma benção especial para finalizar a sua…

Coisa linda de se ver!

05 ago Gente interessante é gente interessada

Pessoas gostam de pessoas. Pessoas inteligentes gostam de pessoas interessantes. E ser interessante não tem ligação alguma com coisas palpáveis. Longe disso, inclusive. Ser interessante é ter assunto. Muitos assuntos. Não deixar o papo esfriar. Mudar de assunto quando ele amornar. Questionar. Perguntar.

 

Pessoas gostam de pessoas que se interessam por pessoas. “Olá” “Tudo bem?” e “Como você está?” não caem de moda! Não viram démodé nunca! Pessoas gostam de pessoas que se interessam pela vida. Delas, e de quem está ao seu redor. Pessoas gostam de atenção, carinho, cuidado. É clássico. Não existe mazela que não seja atenuada após um abraço de alguém, por exemplo! Ou um “Eu gosto de você!”.

 

Banalizaram demais o “Eu Te Amo!”. A gente ama tanta coisa hoje em dia! Eu amo café, amo tomar um bom vinho, e uma roda cheia de pessoas bacanas conversando, por exemplo! Adoro escutar pessoas! Mas gostar, gostar mesmo, de verdade, vai se tornando mais seletivo. Vejam que inversão, né? A gente ama tanto, e no final das contas gosta mesmo de poucos.

 

E pessoas gostam de pessoas que saibam exatamente do que gostam. Ou de quem gostam. Pessoas gostam de quem gosta de si mesmo também, mas na medidinha certa para não se tornar alguém sentimentalmente egoísta. Afinal, pessoas que gostam apenas de si também são um saco! Eu não consigo gostar de quem só gosta de si! Tem que rolar o meio-termo aí! Tem que dividir! No final das contas, pessoas gostam de pessoas que consigam enxergá-las! Que consigam lidar bem com elas! No amor, na amizade e na vida!

02 ago Ir além

 

E eu nunca sei de onde vem essa vontade de ir além. De estar além. De ser inquieta com a própria sorte. De querer mais do que se tem. De querer viver mais do que convém. E eu não sei de onde vem essa vontade de ser mais. De viver sempre mais. De sair sempre mais. De me rasgar no mundo sempre mais. Não sei. Não sei. E pra completar, não sei demais. Mas eu vivo. Brinco, sorrio, choro, mas vivo. Estou sempre além. E querendo muito mais que ir além. Choro de tristeza, choro de alegria, choro a vida. Sorrio de tristeza, sorrio de alegria, sorrio com a vida. Nada me falta. Nada mesmo. Mas eu tô sempre querendo ir além. Não sei do que, não sei pra quê, não sei de quem. Mas acho que, no fundo, me convém…

* Texto escrito no dia 18 de janeiro de 2012.

01 ago Já foi ao Cabelon Beauty Studio? Não sabe o que está perdendo!

 

 

Se você ainda não foi ao Cabelon Beauty Studio, não sabe o que está perdendo! Inaugurado em julho, um espaço feminino que está mexendo, literalmente, com a cabeça da mulherada!

 

 

 

A versão feminina do famoso e disputado Bigodon chegou revolucionando as mulheres de Itabuna e região. Num ambiente muito elegante, o espaço para cuidados de beleza feminina é amplo, bem iluminado e cheio de novidades. Além dos serviços comuns de um salão, como serviços para os cabelos e unhas, o Cabelon oferece às suas clientes profissionais renomados de estética, com massagens que vão desde a relaxante até a famosa criolipólise, aquela que congela as gordurinhas da mulherada e é tendência no mundo todo.

 

A Sala da Noiva é um show à parte. Ambiente exclusivo, com atendimento próprio, tudo pensado para tornar o grande dia da mulher ainda mais especial. Banheira para banho relaxante e muitas fotos (todo mundo gosta, né, mores?), banheiro próprio e outros detalhes que só indo para saber. Não vai casar por agora, mas quer ter um dia de diva e fazer umas fotos maravilhosas? Marque também! Toda mulher merece se sentir poderosíssima naquela sala!

Tão esperado quanto o Bigodon, o Cabelon inova no serviço de café e bar. Na sala de espera, você pode tomar um café, um espumante, ou ainda pedir um choppinho. Você deseja, e o Cabelon realiza!

O Cabelon fica na Avenida Firmino Alves, número 94, no primeiro andar. Abre às 9h da manhã e só fecha quando a última cliente sai, facilitando inclusive a vida das mulheres que trabalham o dia todo e só poder se arrumar depois do expediente. Quer conhecer um pouquinho mais? Acompanhe tudo na página do facebook, clicando aqui, e no instagram, clicando aqui.

 

01 ago Agosto com gosto de coisas boas

 

Tá aí uma coisa que agosto sempre faz comigo: me traz gosto de novidades e de coisas boas. Inúmeras situações já me aconteceram neste mês, em outros anos, e eu já não chego mais no primeiro dia dele arrastando medos ou dramas. Tudo tem sempre uma razão de ser, e se a gente não acreditar nas melhores possibilidades, como é que fica a vida?

Abri os olhos e o coração para o lado bom do mundo, das pessoas, das possibilidades, dos relacionamentos e convivências. “Qualquer problema que você tiver comigo é problema seu” nunca fez tanto sentido. Não sou a dona da verdade, nem melhor que ninguém, mas sigo aprendendo a não gastar mais a minha anergia com o que não pode me tornar melhor.

Tem uma coisinha chamada energia que não falha. Quanto mais nos aproximamos de nós mesmos, mais nos afastamos de quem não combina com a gente de alguma forma. E muitas vezes essas pessoas estão até ao nosso redor fisicamente, mas não mais com tanta importância ou intensidade. Fluidez. Constâncias. Emoções. Sem pressa.

Já fui muito amiga da ansiedade, caminhava de mãos dadas com uma insatisfação genuína sem explicação. Me fiz livre. Me desfiz dos laços invisíveis que nos unia. Sigo suave. Tranquila. Contente sem saber porque. Só sentir. Às vezes acho que isso tudo tem nome. Às vezes acho que seu nome aparece por conta disso tudo. E só o tempo poderá entender, para me explicar. Enquanto isso, eu vivo, com (a)gosto de coisas boas…

 

28 jul Tocando em frente

 

“São muitos anos fazendo a mesma coisa!” disse Evaristo Costa, em vídeo, hoje, explicando a sua saída do JH e, provavelmente, dando início a uma nova história!

Esta decisão nem sempre é entendida por todos, mas quando tomada nos faz um bem enoooooorme! Às vezes embarcamos num redemoinho de achismos, de pensamentos negativos, como se só existisse aquela realidade que vivemos, aquela rotina que temos, e só quando temos a coragem de nos encarar de frente pro espelho e dizer “Dê no que dê, eu preciso mudar TUDO”, realmente tudo muda! E o melhor: quem tem que ficar na sua vida, fica! O que tem que ficar na sua vida, fica! Fica, mas fica melhor! E você, quando segue o próprio coração, FICA MAIS FELIZ!

 

25 jul Desencontros

Há alguns anos, e me permitam não saber exatamente quantos, recebi via WhatsApp a música Preocupa Não, que dizia assim “Sem máscara, sem vergonha / De boa sem cerimônia / Desbocada e atrevida / Essa mulher sem maquiagem / Linda falando bobagem / É o amor da minha vida”. Forte, pensei. “Gostou?” Mudei o foco: “ahhhh, amooooo Jorge e Matheus…
***
João amava Maria, que amava Pedro, que achava Joana lindíssima, que queria este rapaz, que teria me mandado algumas músicas e mensagens neste sentido, que não queria ninguém no momento e que teria ponderado o fato de alguém próxima estar interessada nele. (E fica a critério de vocês acreditar que se trata de uma história verídica ou de mais uma obra de ficção).
 ***
A verdade é que esses ciclos são infindáveis. Eu olho ao redor e enxergo tanta gente que poderia estar junto e não está, ou tanto relacionamento falido que não se acaba por motivos que não vem ao caso aqui, agora. Estando acompanhado ou não, a carência afetiva é algo que vem crescendo assombrosamente, um dos grandes motivos pelos quais as clínicas psicológicas estão lotadas. Fora a quantidade de gente que não assume isso nem para si mesmo, quanto mais para os outros.
 ***
Eu acredito em felicidade a dois. A três, a quatro, a cinco e até a dez, quando se cria (e recria) uma família. Nenhum relacionamento vive somente de flores, e é na diferença das sementes que está o aprendizado da convivência. A gente amadurece quanto pessoa quando aprende a respeitar os melindres do outro, bem como, infelizmente, se afoga na dor quando não se respeita em função de agradá-lo. Fórmula não há, mas ninguém disse que tentar, acertar, tentar novamente, errar, seria o caos. Muito pelo contrário. Na vida, só não vale a pena aquilo que deixamos de fazer. Todo o resto é experiência.

wordpress theme powered by jazzsurf.com