Home - Manuela Berbert
15339
home,paged,page-template,page-template-blog-large-image-whole-post,page-template-blog-large-image-whole-post-php,page,page-id-15339,paged-12,page-paged-12,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-2.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive


07 nov Por dentro do Primeiro Feijão Cola Na Manu

clickhandler-ashx

 

Tudo prontinho para o primeiro Feijão Cola Na Manu, que vai rolar no dia 19 de novembro no Espaço Melão e Melancia, em Itabuna. A festança está marcada para começar às 13h, no Bairro São Judas, e a banda AdSamba vai comandar a roda de samba durante a tarde. Às 18h, após o pôr do sol, quem comanda é a dupla sertaneja Rian Girotto e Henrique, montando um botecão cheeeeio de novidades. A sugestão de look é Total White e a festa promete ser uma das mais lindas que Itabuna e região já viram. O Feijão Cola Na Manu entra no nosso calendário anual com a credibilidade e o conceito que vocês já conhecem…

 

Data: 19 de novembro

Local: Espaço Melão e Melancia, Bairro São Judas

Horário: 13h

Ingressos à venda na Fiorella Delux, no Shopping Jequitibá. Primeiro lote até o dia 10.

 

 

30 out Nasce uma sementinha de feijão

image

19 de novembro, no Espaço Melão e Melancia, a partir das 13h. À tarde, a banda AdSamba comanda a área, animando a turma. Às 18h é a hora do Boteco Sertanejo, com a dupla Rian Giorotto e Henrique, botando pra quebrar!

Primeiro Feijão Cola Na Manu, entrando para o calendário de grandes eventos de Itabuna e região!

05 out A força que vem de dentro

10896881_1570153063200826_33559655867116658_n

 

Há dois anos eu lançava o meu primeiro livro em Tabocas. O face me recordou o feito e confesso que passei o dia um tanto nostálgica, especialmente da felicidade de Marcelo, meu irmão, que no meio da noite foi lá na mesinha onde estava autografando, com uma garrafa de prosecco e determinou “Tá bom! Chega! Vamos brindar! Quem foi naninha, hein?!” e a gente riu um monte. Marcelo era minha censura viva, e pela cara dele eu já imaginava os comentários que poderiam ter postado no Pimenta, nos meus ousados artigos políticos. Recordo, hoje, sem tristeza, mas com muitas saudades! Participei, em seguida, de um lançamento em Salvador, e depois na Academia de Letras de Ilhéus, mas o gostinho daquele dia é diferente. Só sabe quem passa!

 

Coincidência ou não, inúmeras pessoas me enviaram, ontem à noite, um link do Prêmio 10 Anos de Jornalismo da Faculdade Unime. Meu nome aparece como uma das opções Melhor Jornalista, Categoria Jornalismo Impresso, disputando inclusive com nomes que não são da minha geração. Pessoas que cresci lendo, escutando casos etc. Independente do resultado, já me sinto muitíssimo vitoriosa por ser apontada. De verdade.

 

Costumo dizer (e escrever) que moro aqui, mas respiro o mundo. Não leio, escuto ou vivo o que é hábito da maioria, e a maturidade tem ajudado a me aceitar assim sem culpa alguma. Domingo, chegando a um barzinho da minha cidade, escutei de um amigo que eu tinha marcado a minha geração, mas que muita gente só iria dar valor mesmo quando alcançasse outros voos, e que ele tinha ouvido falar umas coisas e que ficava feliz por mim. Sorri. Tenho aprendido a silenciar os planos e festejar os feitos, mas EU sinceramente não posso me dar ao direito de pensar assim. Itabuna abraça meus sonhos, compra minhas ideias, e tem me provado, com pequenos gestos como esses dois que acabei de citar acima, uma frase que gosto muito, que diz que A FORÇA QUE VEM DE DENTRO É MUITO MAIOR QUE OS VENTOS CONTRÁRIOS!

wordpress theme powered by jazzsurf.com