Home - Manuela Berbert
15339
home,paged,page-template,page-template-blog-large-image-whole-post,page-template-blog-large-image-whole-post-php,page,page-id-15339,paged-18,page-paged-18,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-2.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive


01 ago A (nosso) gosto!

Mês novo. Novo mês. Novo fôlego, talvez. Não tô falando de novos planos, novas metas, mas de um processo de ida, continuidade de fatos, sentimentos e, claro, aprendizados. Estamos na vida para evoluir como pessoas, e se isso não acontece não há sentido, afinal. Fazemos do amor as experiências que temos. Por vezes acreditamos que só se ama uma vez, até, claro, nos encantarmos por outra pessoa. Noutro, acreditamos que as diferenças acrescentam, por exemplo. Aí vem a vida e dá um giro ENORME para nos (re)fazer os pensamentos e sentimentos, e que bom que é assim… Há um ano eu pensava completamente diferente do que penso hoje. Não foi o mundo que mudou, fui eu que me achei. Devagarinho, quietinha, aprendendo a silenciar para entender meu coração. Para me entender também. Não há fórmula, nem mágica para a felicidade, até porque ela não dura 24 horas por dia, mas há uma magia indescritível na reciprocidade e na afinidade. Os dispostos se atraem. No tempo certo, vale ressaltar. Sejamos mais felizes, em agosto e sempre. A (nosso) gosto!!!

26 jul Recomeçar, sempre!

É preciso recomeçar sempre. Refazer o caminho ou, quem sabe, resgatar aquelas querências guardadinhas no fundo do baú dos sonhos. Em uma das minhas conversas com Deus, no auge das minhas inseguranças, pedi a Ele que só me permitisse realizar os planos quando estivesse de fato preparada. Nem cedo, nem tarde, mas na hora certa! E só eu sei exatamente dos sentimentos que tudo isso envolve!

E não há superação mais bonita que superar a si mesmo. Seus próprios medos, grilos internos, devaneios insanos que atormentavam a madrugada vez ou outra. Somos constantes e estamos no mundo para evoluir, não é mesmo? Lembro exatamente quais meus planos de dois-três anos atrás, quando alguma coisa desviou minha atenção e o meu tempo. Mas, aquilo que TEM que acontecer tem força, e uma hora os mesmos se tornam palpáveis e os sonhos realizáveis. Felicidade se acha em horinhas de descuido, li por aí.

Antes de qualquer coisa, é preciso recordar que só os sentimentos bons constroem. Os demais acabam passando desapercebidos no amontoado da vida, e sinceramente não valem à pena. Competição adoece, intriga maltrata, e mágoa faz mal a quem sente. Peço a Ele todos os dias que me dê tolerância e discernimento para não me levar pelos tolos e traiçoeiros sentimentos que estão sempre adormecidos dentro da gente, aguardando a primeira fraqueza para ressurgir. Vigilância deve ser a palavra de ordem de todos os seres humanos, ainda que nos momentos mais delicados.

wordpress theme powered by jazzsurf.com