Home - Manuela Berbert
15339
home,paged,page-template,page-template-blog-large-image-whole-post,page-template-blog-large-image-whole-post-php,page,page-id-15339,paged-25,page-paged-25,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-2.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive


02 jan Feliz Novos dias! Feliz Novo Ciclo!

image

Ainda ontem um amigo questionou esse crédito todo que a gente dá a um ano novo, um tanto desacreditado. Prontamente, discordei. Eu descordo de tudo que me limita. Discordo de tudo que me atrasa na vida e nas emoções. A sacada, moço, não está no dia, no mês ou no ano que chega, mas na necessidade dos ciclos nas nossas vidas. Dias e noites. Idas e vindas. Finais e recomeços. São eles que renovam as nossas forças, as nossas promessas, mas mais do que isso, são eles que renovam a nossa FÉ. E não há nada mais poderoso no mundo que a nossa capacidade de acreditar, com todo o nosso coração. Assim é no amor, na alma, na vida…

28 dez Tô pronta pra você, ano novo!

fullsizerender-1

Nem de longe eu imaginava que 2016 seria esse vendaval que foi na minha vida. Nem de longe! Eu era um caco de vidro caído no asfalto e ainda correndo o risco de um carro passar por cima. E não era amor, o que me sobrava? Eu sabia que não era, mas ainda assim buscava respostas. Era uma dosezinha de amor-próprio que a carência afetiva camufla, mas que uma hora a gente enxerga!

 

Que 2016 importante, viu?! Ano par, intensidade ímpar! De crescimento, na marra, mas também na manha! De desconstrução total de quem acreditava ser e descoberta do que sou! Silenciando mais, entendendo menos, e concordando com quase nada! Um ano EGOÍSTA, onde muita gente me desconheceu, mas EU me achei!

 

Escolhas e consequências, juntinhas! Poucas explicações e nenhuma satisfação! A nada, nem a ninguém! Desentendimento total com quem fui! Paixão! PAIXÃO! Muitos quilômetros na conta, inúmeros roteiros e incontáveis histórias. Bons momentos na segunda, vinho na terça, uma pequena viagem na quarta só pra contrariar a sensatez da vida!

 

E o melhor de tudo, é que hoje eu sei que ninguém mais precisa saber de tudo! “Viver é urgente”, escrevia por aí, até perceber que gastava ali a minha própria energia! “VIVER É MELHOR QUE SONHAR”, aprendi esse ano! E ele ainda neeeem acabou…

wordpress theme powered by jazzsurf.com