Home - Manuela Berbert
15339
home,paged,page-template,page-template-blog-large-image-whole-post,page-template-blog-large-image-whole-post-php,page,page-id-15339,paged-3,page-paged-3,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-2.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive


27 dez Quando passa o temporal

No meio de um temporal surgem sempre duas alternativas: parar e esperar passar, ou continuar caminhando. Seguir sempre foi a minha melhor saída. Fugir também. “Quem sabe ali não esteja a solução toda?” E não estava. Nunca esteve. Quem vai incompleto, estará sempre meio vazio. Quem empurra a vida de qualquer forma estará sempre insatisfeito.

Parar TUDO nunca foi uma alternativa, até entender que era, sim, a minha maior NECESSIDADE. Ninguém abraça o mundo sem conseguir se abraçar primeiro. Enxergar suas reais intenções e paixões. Caminhar descalça por aí. Despir os medos por aqui.

Quantas vezes me inebriei (e eu não estou falando apenas de pessoas) pelo que eu mesma inventei?! Às vezes fazemos um barulho tão grande que não escutamos o nosso próprio som. Não enxergamos o que (e que tipo de alguém) nos faz verdadeiramente bem.

No fundo é tudo tão simples, tudo tão calmo, tão são, que até assusta a quem estava viciado em confusão. O que tem que ser tem MUITA força, não precisa de tanto esforço não. FLUI. Segue seu real percurso. Mas VEM!

22 dez O que Fátima Bernardes está nos ensinando, e nem sabe

A vida corre em ciclos. Basta observar o correr dos próprios dias, meses e anos para enxergar, nitidamente, que jamais somos quem já fomos, ou que as experiências não se repetem na íntegra, e que a cada passagem do tempo  vamos mudando na companhia dele.

Os acontecimentos seguem em ciclos também. Naquela máxima de que não há bem que sempre dure, nem mal que não se acabe. Uns se vão para que outros se cheguem, e melhor do que vivê-los é entender que é preciso liberar o fluxo para que a renovação aconteça. Compreender o ontem, absorver as lições, exercitar o perdão (e o auto perdão também, claro), e seguir. Não é tão fácil quanto parece, mas não tão impossível quanto dizem!

A arte de seguir não é tarefa das mais fáceis para todos. A coragem de amar novamente bate na porta sempre, mas muitos não conseguem abri-la. E basta olhar ao redor para percebermos a quantidade de pessoas escondidinhas atrás dela, com uma frestinha entreaberta, apenas, se colocando como espectador e não como protagonista da própria história, pondo as mais diversas desculpas sobre os próprios ombros.

Fátima Bernardes e o novo e assumido namoro é um historinha que tenho gostado de observar. Não o casal em si, mas a reação das pessoas com a valentia de expor um novo amor, um tanto mais novo que ela, após uma relação tão “padrão globo de qualidade”. A qualquer sinal de arroubos adolescente, de contentamento, inúmeros prints são compartilhados nos grupos do whatsapp com frases de efeito e de inventivo. “Queria ter essa coragem”, li de uma mulher muito bem resolvida. “O que te falta?”, questionei. “O medo de sofrer, de não dar certo, sei lá…” Nós não temos sequer a garantia do próprio tempo de vida, mas estamos aqui. Porque tanta dificuldade, assim, no amor? Torço por um mundo onde a gente tente entender menos, e viver mais…

 

 

19 dez Réveillon aMar Boipeba promete movimentar o turismo da ilha

Começar o ano com os pés no paraíso!!! Essa é a proposta do Reveillon aMar Boipeba, que tem como cenário as paisagens que impressionam pela beleza e perfeição; sol, mar, rio e praias do destino que se destaca entre os mais bonitos do Brasil.

Em sua segunda edição, o evento que tem o objetivo de oferecer mais uma opção para quem busca novos destinos para a virada do ano, um lugar incomum, onde o traje oficial é o pé na areia e o sorriso no rosto, carros não entram, a energia elétrica é apenas o suficiente para iluminar o paraíso e o controle do lixo é constante. Em Boipeba as horas passam em câmera lenta, a vida fica mais leve e com outra vibração. 

As festas acontecem na Praia da Cueira, a programação que abrange os melhores e mais dançantes estilos musicais, começa no dia 28  (quinta-feira), com a festa The BlackHaus In Paradise, das 23h às 6h; na sexta-feira (29), a festa Nas Internas, o evento une arte, moda e música das 23h às 6h; no dia 30 (sábado) a Festa PUSH, das 23h às 6h e no dia 31 (domingo), a virada do ano fica por conta do Reveillon aMar Boipeba, que começa às 22h e vai até às 9h do dia 01 de janeiro. 

Line Up de peso

O Reveillon aMar Boipeba contará com um line up formado por mais de 15 Dj’s consagrados na cena eletrônica nacional, Dj Zedoroque (RJ), Ricardo Brautigam (RJ), Cix (RJ), Carol Emmerick (RJ), Vitor Sobrinho (BH), entre outros. A programação conta com quatro dias de festas, os ingressos podem ser adquiridos como passaporte (os 4 dias) ou avulso através do site http://www.reveillonamarboipeba.com.br/ ou nos aplicativos SemHora e Ingresse.

COMO CHEGAR:

Para chegar em Boipeba não é muito fácil, mas as dificuldades de acesso deixam o destino ainda mais charmoso. Do aeroporto de Salvador partem pequenos aviões. A viagem demora 30 minutos, mas são aeronaves fretadas e não são periódicas. 

Outra opção são as empresas de transfer. A viagem é semiterrestre (vans e barcos) tem duração média de 4h. As saídas são diárias. 

Se a opção for barco, o melhor é seguir de Salvador até Morro de São Paulo, via catamarã, e lá pegar uma conexão, por meio de lancha rápida. Neste caso a viagem pode durar cerca de 4 horas.  Os catamarãs saem diariamente em vários horários. 

Quem viaja de carro ou ônibus, têm várias opções: a primeira via Baía de Todos os Santos com o Ferry-boat até Bom Despacho. A partir daí, segue até Valença. Se o viajante optar, pode fazer o caminho via BR 324, e depois BR 101. 

A viagem, por terra dura aproximadamente 3 horas. Chegando a Valença ele pode deixar o carro em um dos estacionamentos pagos e pegar um barco ou lancha rápida para Boipeba. Existem saídas de uma em uma hora. Outra opção é seguir  até a comunidade de Graciosa, a 10km, e à partir daí, deixa o carro e segue de barco.   

SERVIÇO

O que: Reveillon aMar Boipeba

Quando: de 28 a 31 de dezembro

Onde: Praia da Cueira –  Boipeba

Mais informações: http://www.reveillonamarboipeba.com.br 

 

wordpress theme powered by jazzsurf.com