Home - Manuela Berbert
15339
home,paged,page-template,page-template-blog-large-image-whole-post,page-template-blog-large-image-whole-post-php,page,page-id-15339,paged-37,page-paged-37,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-2.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive


03 ago Comunicaçã é dinâmica!

Ontem eu também fiquei chocada com a cópia do instagram, imitando TODAS as funções do snapchat. Hoje, dois pontos de vista me movem para vir discutir o assunto. O primeiro deles é que, ainda que você seja considerado o melhor em qualquer área, a novidade incomoda. Eu não sou muito adepta da máxima “vamos copiar pra não perder espaço”, mas é preciso que as pessoas/empresas prestem atenção às inovações e tentem acompanhar de alguma forma mesmo, porque o mundo está girando muito rápido e se você não evoluir, estará fadado ao insucesso. Se até o Mark Zuckerberg, porque não você?

O outro sentimento que me move é o pensamento para com a comunicação tradicional, que vai descendo a ladeira a galopes. Colocar uma placa de outdoor nas ruas chama atenção, mas impactar pessoas vende muito mais. E pessoas gostam de pessoas, gostam de movimento, gostam de histórias, gostam de vida, por isso o snapchat cresceu tanto ao ponto de incomodar o cara que, pasmém, criou o facebook e comprou o instagram! Por isso o número cada vez maior de digital influencers dinâmicos e reais, também!

A modelo de passarela perdeu espaço para as blogguers de moda, e as sem sal ou açúcar estão perdendo espaço para as ditas “normais”. Não é inversão de valores, é a busca pela identificação e reconhecimento do público para com o produto/serviço. Thaynara OG, a mocinha que narrava a sua vida de solteira guerreira no snapchat e que hoje tem mais de 1 milhão de seguidores em uma única rede social, recentemente foi contratada por uma marca para alavancar as vendas de um produto que, dizem nos bastidores, uma atriz famosa da Rede Globo não estava “dando conta”. Quem diria, hein?!

Ainda que exista muita baboseira no meio disso tudo, é coerente que a gente perceba o quão dinâmico o mundo se tornou, e aprenda a usar da melhor forma. O mundo pede comunicação em TODAS as áreas, e ela evolui diariamente. Se os empresários estão achando que hoje basta ter um site moderninho na rede, estão muito enganados. Atrair, impactar e fidelizar está cada dia mais difícil e pedindo mais criatividade e inovações. Ainda hoje recebi um email/convite de um encontro nacional com “jovens revolucionários” de diversas áreas em SP, com a presença de um dos mais mais da publicidade, Nizan Guanaes. Foi-se o tempo em que eu ficava pensando que aquela turma era privilegiada por poder aprender com ele. Ele mesmo já andou declarando por aí que é preciso, agora, acompanhar as tendências e a perspicácia dos mais novos. Efeitos da globalização, do poder da internet e de uma geração que até parece que já nasce sabendo. Os inteligentes criam, os sábios acompanham, e os inertes criticam…

01 ago A (nosso) gosto!

Mês novo. Novo mês. Novo fôlego, talvez. Não tô falando de novos planos, novas metas, mas de um processo de ida, continuidade de fatos, sentimentos e, claro, aprendizados. Estamos na vida para evoluir como pessoas, e se isso não acontece não há sentido, afinal. Fazemos do amor as experiências que temos. Por vezes acreditamos que só se ama uma vez, até, claro, nos encantarmos por outra pessoa. Noutro, acreditamos que as diferenças acrescentam, por exemplo. Aí vem a vida e dá um giro ENORME para nos (re)fazer os pensamentos e sentimentos, e que bom que é assim… Há um ano eu pensava completamente diferente do que penso hoje. Não foi o mundo que mudou, fui eu que me achei. Devagarinho, quietinha, aprendendo a silenciar para entender meu coração. Para me entender também. Não há fórmula, nem mágica para a felicidade, até porque ela não dura 24 horas por dia, mas há uma magia indescritível na reciprocidade e na afinidade. Os dispostos se atraem. No tempo certo, vale ressaltar. Sejamos mais felizes, em agosto e sempre. A (nosso) gosto!!!

wordpress theme powered by jazzsurf.com